Por que recomendo Freire?

Por Nina Rosa Ventimiglia Xavier (*)

 

Recomendo Freire por que:
  • Na linguagem do brasileiro oprimido, sem teto e sem perspectiva, uberizado ou favelado, servidor público esmagado pelas reformas que colocam nosso povo em uma situação de desfuturo e desesperança.
  • Nos idiomas que professores com míseros salários, direitos corroídos pela ganância neoliberal, ensinam as futuras gerações sem saber que muitos ainda poderão servir a caterva aniquilando vidas e retaliando os parcos direitos da classe trabalhadora.
  • Na escrita dos muros pichados e nas imagens produzidas pelas pessoas que moram nas ruas – tão inertes e desconhecidos, pelas políticas públicas-, há uma sabedoria dos que são invisíveis para a sociedade.
  • Na leitura de mundo, na realidade consentida por uma classe que se diz média, os valores dos opressores foram introjetados e ali permanecem em um silêncio covarde para que os seus sonhos não sejam desconstituídos.
  • Acredito na escrita dos sonhos daqueles que afundam o pé na terra ou daqueles que chegam ao final do dia com as mãos calejadas, com o dorso curvado e os olhos marejados, pelo esforço de quem produz o alimento e bens para o consumo.
  • Enfim, acredito naqueles que ousam sonhar com o inédito viável, sendo capaz de abrir mão de suas prerrogativas para lutar em defesa da justiça social, da organização coletiva e da construção de um mundo menos consumista. E daqueles que lutam, mesmo sabendo que mudar é difícil (mas possível), por um espaço de autonomia conscientização e dialogicidade com coerência entre o fazer e o dizer, em prol da fraternidade, da solidariedade e da democracia. Para andarilhar sem largar a mão de ninguém, sem esquecer de nenhuma pessoa na busca de um mundo com mais boniteza!

(*) Nina Rosa Ventimiglia Xavier. Mestra em Educação, Especialista em Gestão da Educação e Ensino à Distância. Presidenta da Associações dos Supervisores de Ensino de Ensino do Rio Grande do Sul (ASSERS) e Representante 1/1000 no Conselho Estadual do CPERS/Sindicato.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *